10 julho 2011

Recomeçando na cruz

Ontem completei 33 anos de vida cristã. Dou graças a Deus por essa vida nova que nunca envelhece, pois continuo com aquela alegria e confiança inicial. Não posso imaginar onde estaria hoje sem Jesus em minha vida. Quero continuar andando em novidade de vida, crescendo cada dia na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pois esse é um processo contínuo rumo a maturidade. Esse é um tempo para considerar o meu passado, avaliar o meu presente, e olhar para o futuro com a esperança de dias melhores. Tenho dito tantas vezes que um de meus princípios de vida é viver um dia de cada vez.

Quero continuar vivendo desse modo, esquecendo-me dos dias anteriores e avançando sempre para agradar ao Senhor com uma vida grata e obediente. Mas, isso passa por um dia de cada vez. Não posso mais viver o dia de ontem e o amanhã não existe ainda para mim. Esse é um tempo de recomeço em minha vida. Esse recomeço tem que ser a partir da cruz, como quando comecei há três décadas. As palavras de Jesus que me impactaram quando lia a Bíblia em meu quintal no dia seguinte à minha conversão precisam ser renovadas em mim: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim; e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á” (Mt 10.37-39).

Oro pedindo ao Senhor Jesus que me ajude a viver conforme a confissão do apóstolo Paulo: “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gl 2.19-20). Preciso viver como alguém que crucificou o egocentrismo; logo, a vida que eu vivo é a de Cristo em mim. Quero viver pela fé em Jesus, descansado em seu amor, confiado em sua proteção e direção.
5 Antonio Francisco: Recomeçando na cruz Ontem completei 33 anos de vida cristã. Dou graças a Deus por essa vida nova que nunca envelhece, pois continuo com aquela alegria e confian...

Nenhum comentário:

< >